terça-feira, 21 de julho de 2009

A Amazônia acolhe as CEBs do Brasil

A Amazônia acolhe as CEBs do Brasil

20/07/2009 | Karla Maria, em Porto Velho

Porto Velho, Rondônia está de cara nova isto porque desde a última sexta-feira, centenas de pessoas de todo o Brasil, chegam à cidade para participar do 12° Intereclesial de CEBs, que acontecerá de 21 a 25 de julho e refletirá sobre o tema: "Ecologia e Missão" e o lema: "Do Ventre da Terra, o Grito que Vem da Amazônia".

Os participantes do Intereclesial são representantes/delegados de mais de 100 mil comunidades, cerca de 272 dioceses brasileiras. Chegam à cidade aquecendo os aeroportos, rios e estradas, a economia e a vida dos cerca de 1200 voluntários que estão envolvidos na infra-estrutura e logística do evento, bem como a vida das mais de três mil famílias que estão acolhendo gratuitamente os visitantes que somam cerca de três mil pessoas.

Dentre eles estão 94 representantes dos povos indígenas, 61 estrangeiros, 53 bispos, 35 convidados, 97 assessores e 32 jornalistas.

Antônio da Conceição Lopes, 39 anos é um dos 170 delegados de Manaus - AM. Desembarcou hoje no Aeroporto Internacional Governador Jorge Teixeira de Oliveira, de Porto Velho, por volta das 13h e falou sobre sua expectativa quanto ao 12° Intereclesial. "Espero aprender muito aqui, discutir sobre questões ecológicas, repensar a Amazônia e levar um pouco para a minha comunidade e para a minha diocese", disse.

Assim como a diocese do Antônio, outras dioceses se organizaram para participar deste grande momento das CEBs no Brasil. Cerca de 60 ônibus, vários aviões e barcos chegam dos diversos rincões trazendo homens e mulheres para gritarem junto com a Amazônia.

Esta é a 12° edição, que de quatro em quatro anos, reúne os representantes das comunidades eclesiais de todo o Brasil, para refletir a postura do cristão diante da duras realidades cotidianas e específicas de cada local e alimentar a espiritualidade na corresponsabilidade de cada um em defesa da vida, da ecologia, por meio de ações práticas.

"Possa o 12° Intereclesial ser um ponto de convergência para o exercício de uma cidadania solidária e corresponsável, em prol de uma nova ordem, uma nova civilização e uma nova Amazônia", afirmou dom Moacyr Grenchi, arcebispo de Porto Velho.

A cerimônia de abertura acontecerá amanhã, 21 de julho, na Praça Madeira Mamoré, às 19h. Estarão presentes os três mil delegados, assim como as equipes de voluntários. No total, segundo a secretaria do evento, cerca de sete mil pessoas são esperadas na abertura.

Fonte: Revista Missões

Nenhum comentário: