segunda-feira, 16 de novembro de 2009

6º Dia da Novena de Natal 2009





“Sociedade, Campo de Missão”


1 - Ambiente: Bíblia, jarra com água, fotos e jornais com matérias

sobre calamidades e a Capelinha Missionária.


2 - Acolhida

Animador(a): Sejam todos bem vindos! Recordemos hoje o dia em que nossos pais e padrinhos nos levaram a Igreja para receber o sacramento do Batismo e pensemos na missão que recebemos. E como temos vivenciado esta missão no dia a dia.





3 - Oração inicial















Refrão meditativo

Oh Luz do Senhor

que vem sobre a terra

Inunda meu ser, permanece em nós

Acendimento da vela

Acender a vela e rezar


Leitor(a) 1: Bendito seja o Deus de nossos pais, / porque iluminas as nossas vidas / com a luz de Jesus Cristo, / manifestação da justiça divina / a quem esperamos / com todo o carinho. Amém.




Canto Inicial

- Vem, ó Deus da Vida, vem nos ajudar! (bis)

Vem, não demores mais, vem nos liberta

r! (bis)


- Já chegou o tempo, o Senhor vem vindo! (bis)

Venha pelo deserto, um caminho abrindo! (bis)


- Espere no Senhor nosso salvador! (bis)

Pois cumpre suas promessas, é libertador! (bis)


- O Senhor nos chama para a conversão! (bis)

A ele preparemos nosso coração! (bis)


- Glória ao Pai e ao Filho e ao Santo Espírito! (bis)

Glória à Trindade Santa, glória ao Deus bendito! (bis)


- De pé vigilantes lâmpadas nas mãos! (bis)

Ele está bem perto, nossa Salvação! (bis)


Leitor(a) 2: O anjo do Senhor anunciou a Maria

Todos: E ela concebeu do Espírito Santo. Ave Maria...


Leitor(a) 3: Eis aqui, a serva do Senhor.

Todos: Faça-se em mim segundo a vossa vontade. Ave Maria...


Leitor(a) 4: E o Verbo se fez carne.

Todos: E habitou entre nós. Ave Maria...


Leitor(a) 5: Ó Deus de bondade, olha o teu povo reunido nesta novena de Natal. Dá-nos a graça de acolher com muita alegria nosso Senhor Jesus Cristo que vem e anunciarmos com nossa vida o

mistério de sua encarnação em nossa humanidade. Por Cristo nosso

Senhor. Amém.


Cantemos (ou rezemos): Vem, ó Filho de Maria/ Já se

acende a Estrela

Guia /Quanta sede, quanta espera,/Quando chega, quando chega aquele dia?


4 - Olhando a realidade

Leitor(a) 1: Em 1993, Maria de Fátima M. Rocha era uma mulher amargurada com a morte de dois irmãos e uma cunhada em uma chacina na qual sua filha

de 05 anos foi baleada nas pernas. Sua família havia sido vítima de um grupo de extermínio. Hoje, ela é líder de um dos 50 Comitês de Ação de Cidadania na Região Metropolitana do Rio. Sei a mudança que um trabalho social pode causar na pessoa que o realiza, diz ela, que é reconhecida como uma das mais entusiastas integrantes do movimento criado por Betinho (cf. Folha de São Paulo 11/03/2001). Ao ouvir esta leitura pensemos por um minuto no sentimento que ela nos traz.


5 - Falando da Bíblia

Animador(a): Jesus nos ensina quem é o nosso próximo e como devemos ter compaixão e misericórdia daquele que necessita de nossa ajuda. Canto para aclamar a Palavra de Deus.

Ler: Lucas 10, 25-37



















6 - Aprofundamento

Leitor(a) 3: Em nossa socied

ade, de modo geral vemos um distanciamento muito grande das pessoas. Os grandes centros urbanos são marc

ados profundamente pela desconfiança e pelo medo. Esse fenômeno vai avançando para o interior que perde suas características de acolhimento


Leitor(a) 4: A solidão e a correria do dia-dia impedem que laços de confiança, afeto e carinho sejam estabelecidos entre nós. Assim fica difícil reconhec

er o nosso próximo. Como ser missionário no meio de uma sociedade desconfiada e individualista?


Leitor(a) 5: A beira do caminho encontra-se muitas pessoas e assumimos diferentes posicionamentos

dependendo de quem sejam elas e dos interesses que nos movem naquele momento. Contudo, nossa falta de sensibilidade pode nos cegar os olhos e o coração em relação às pessoas bem próximas que não encaramos como necessitadas de nosso auxílio.

Leitor(a) 1: O samaritano não teve medo de interromper sua viagem e se solidarizar com aquele que estava machucado a beira do caminho. Jesus diz ao

especialista em Leis. Vá, e faça a mesma coisa. Certamente Jesus hoje nos diz a mesma coisa. Não adianta sermos especialistas em Bíblia.

Todos: É preciso que sejamos mestres do amor e da misericórdia. A Palavra alcança sua

plenitude quando ganha carne, coração e sentimento. Evangelizamos mais quando amamos do que quando falamos. É no meio do povo sofredor que está o nosso campo de missão. A nossa vida precisa fazer a diferença.


7 - Momento de partilha

Animador(a): Vamos conversar sobre a reflexão que fizemos:

a) Quem é meu próximo?

b) O que nos impede de perceber este próximo tão próximo, mas ao mesmo tempo tão distante?

c) Será que vale a pena assumir o risco de ajudar alguém desconhecido?

Quais os riscos que corremos em ajudar?


8 - Gesto concreto

Conversar sobre o gesto concreto escolhido pela paróquia e outros gestos possíveis.


9 - Momento de Oração Todos: Senhor, queremos tomar consciência que nosso campo

de missão é aqui no lugar onde estamos, ou onde necessitam de nós. Que a nossa atitude seja sempre a do samaritano.

Preces espontâneas

Para refletir: Pessoas simples fazendo cois

as pequenas em lugares não tão importantes conseguem mudanças extraordinárias. (Provérbio africano, dito por Dom Moacir Grechi n a abertura do 12º Intereclesial das CEBs).


10 - Oração final




















Animador(a): Por esta família que nos acolhe, rezemos ( todos estendem uma das mãos enquanto rezam)

Todos: Ó Mãe, intercedei junto de vosso Filho por esta família que nos recebe com carinho e ternura. Abençoai a todos que moram nesta casa, e também aqueles que a visitam. Escutai seus pedidos, e rogai a Jesus que os atenda. Que aqui jamais falte o suficiente para que todos vivam com dignidade e alegria,

sendo fortes nos momentos de dor e sofrimento. Sede a Mãe deste lar e protegei-o de todos os perigos. Amém.


Animador(a): Pela intercessão de Maria, Mãe de Jesus e nossa Mãe, a benção de Deus nos fortaleça na fé, na esperança e na caridade.

Todos: Assim seja!


Animador(a): O encontro de hoje esta terminando, mas continua a vivência da união entre nossas famílias. Levemos deste momento de oração, toda a força que precisamos para aprofundar nossa união em nossas casas, no trabalho e em todo lugar. Para isso, pedimos uma benção especial.


Animador(a): Nossa alegria esta no nome do Senhor!

Todos: Que fez o céu e a terra.


Animador(a): O Senhor nos abençoe e nos guarde.

Todos: Amem.


Animador(a): O Senhor nos mostre o seu rosto e tenha piedade de nós.

Todos: Amem.


Animador(a): O Senhor volte para nos o seu olhar e nos dê a paz.

Todos: Amem.


Animador(a): Antes de encerrar este encontro, vamos desejar a paz uns aos outros com um abraço fraterno de comunhão entre nós. Voltemos para nossas casas e continuemos a vida em comunidade.

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.

Todos: Amém.


11 - Avisos, agradecimentos, canto final

Um comentário:

Ana disse...

Bom dia!

Foi uma benção encontrar este site, pois não consegui comprar o livrinho da novena 2009.

Abraços,
Ana
Gama - Brasília