domingo, 15 de novembro de 2009

7º Dia da Novena de Natal 2009





“Ser Igreja Encarnada e Acolhedora”


1 - Ambiente: Bíblia, vela acesa,presépio, Capelinha Missionária,símbolos de Natal e, se possível uma planta em broto.Preparar um ambiente acolhedor,utilizando a criatividade com símbolos apropriados que tenha a ver com a realidade do grupo.



2 - Acolhida

Animador(a): Que todos se sintam bem vindos, acolhidos no Amor de Deus. Cantemos, em nome do Pai...






3 - Oração inicial

Refrão meditativo

Oh Luz do Senhor

que vem sobre a terra

Inunda meu ser, permanece em nós

Acendimento da vela


Acender a vela e rezar

Leitor(a) 1: Bendito seja o Deus de nossos pais, / porque iluminas as nossas vidas / com a luz de Jesus Cristo, / manifestação da justiça divina / a quem esperamos / com todo o carinho. Amém.


Canto Inicial

- Vem, ó Deus da Vida, vem nos ajudar! (bis)

Vem, não demores mais, vem nos libertar! (bis)


- Já chegou o tempo, o Senhor vem vindo! (bis)

Venha pelo deserto, um caminho abrindo! (bis)


- Espere no Senhor nosso salvador! (bis)

Pois cumpre suas promessas, é libertador! (bis)


- O Senhor nos chama para a conversão! (bis)

A ele preparemos nosso coração! (bis)


- Glória ao Pai e ao Filho e ao Santo Espírito! (bis)

Glória à Trindade Santa, glória ao Deus bendito! (bis)


- De pé vigilantes lâmpadas nas mãos! (bis)

Ele está bem perto, nossa Salvação! (bis)


Leitor(a) 2: O anjo do Senhor anunciou a Maria

Todos: E ela concebeu do Espírito Santo. Ave Maria...


Leitor(a) 3: Eis aqui, a serva do Senhor.

Todos: Faça-se em mim segundo a vossa vontade. Ave Maria...


Leitor(a) 4: E o Verbo se fez carne.

Todos: E habitou entre nós. Ave Maria...


Leitor(a) 5: Ó Deus de bondade, olha o teu povo reunido nesta novena de Natal. Dá-nos a graça de acolher com muita alegria nosso Senhor Jesus Cristo que vem e anunciarmos com nossa vida o

mistério de sua encarnação em nossa humanidade. Por Cristo nosso Senhor. Amém.


Cantemos (ou rezemos): Vem, ó Filho de Maria/ Já se acende a Estrela

Guia /Quanta sede, quanta espera,/Quando chega, quando chega aquele dia?


4 - Olhando a realidade

Leitor(a) 1: Uma estória

─ Havia um sujeito que se gabava de nunca ter feito mal a ninguém. Dizia sempre com um certo orgulho, que nunca havia matado, nem roubado,nem cometido adultério. Gostava de demonstrar sua pureza. Pensava que isso era o bastante e que estaria salvo.


Leitor(a) 2: Mas, depois da morte,ele precisou se apresentar diante de Deus para ofertar sua vida. Repetiu o mesmo discurso que sempre fizera na terra dizendo que nunca havia feito mal algum e encerrou dizendo a Deus que trazia suas mãos limpas. Deus olhou para aquele homem que se julgava melhor que os outros e disse que suas mãos estavam aparentemente limpas, mas vazias.


Leitor(a) 3: E Deus, na sua infinita bondade, mostrou àquele homem que não basta não fazer o mal, é preciso fazer o bem. É preciso ir ao encontro daqueles que necessitam de ajuda e não ficar esperando que peçam. A omissão é pecado. É preciso sempre fazer o bem.


Leitor(a) 4: Nós buscamos um mundo novo! O mundo novo só se realizara com o combate a todas exclusões. Muitos filhos de Deus continuam sem o direito de participar do banquete da vida excluídos do conforto, da paz e da serenidade.


Leitor(a) 5: Os serviços aos excluídos que Jesus realizou e somos convidados a seguir foi trazer e incluir essas pessoas no centro da vida. Ajudar e lutar por quem tem necessidade de pão, de moradia e de paz.


Leitor(a) 1: Nossa sincera adesão a Jesus e a seu Evangelho combatendo todas as exclusões do mundo nos conduzirá a esse mundo novo transformado. Um

mundo de paz.

Todos(as): O mundo precisa de gente que seja modelo positivo, pessoas que digam a verdade, profetas que denunciem tudo o que fere a vida, a dignidade e a justiça.


5 - Falando da Bíblia

Animador(a): Hoje Lucas descreve a cena da visitação de Maria à sua prima Isabel

Canto para aclamar a Palavra de Deus

Ler: Lucas 1, 39-47


6 - Aprofundamento

Leitor(a) 1: A Tradição da Igreja nos convida a olhar com mais profundidade para o texto vendo em Maria e em Isabel a representação de dois povos: o povo da Primeira Aliança e o povo da Segunda Aliança. Isabel gerava o último dos profetas da Primeira Aliança, João Batista. Maria o Salvador da humanidade,Jesus Cristo.


Leitor(a) 2: Neste encontro se percebe o antigo testamento (representado

por Isabel e João) bendizendo o novo que irrompe (simbolizado por Maria e Jesus).

Todos: É a misericórdia de Deus para com a humanidade agora se revelando em Jesus que vem para salvar.


Leitor(a) 3: Maria traz em seu seio a própria Palavra encarnada, o Filho de Deus. Ela é tão cheia de graça que sua saudação a Isabel comunica o Espírito

Santo. Se Isabel representa o primeiro povo à espera da realização

das promessas e limitado no sentido de cumprir a Aliança, Maria representa o segundo povo, que conta com o próprio Filho de Deus como realizador da nova e eterna Aliança.

Todos(as): É Jesus que nos torna capazes de cumprir a Aliança com Deus.


Leitor(a) 4: Maria, logo que acolhe o projeto de Deus na sua vida, lança-se para a missão. Vai a direção das regiões montanhosas à casa de sua prima Isabel, para servir e também defender a vida que levava no ventre.


Leitor(a) 5: O clima de alegria que invadiu João Batista no seio de sua mãe se traduz hoje nas expectativas e esperanças do povo que espera a libertação.

Todos(as): O compromisso com os pobres se dá, principalmente, na adesão às suas lutas por melhores condições de vida. Quem quer estar do lado dos pobres tem que estar do lado da justiça, do lado dos que sonham com um país no qual a terra, a educação e a saúde sejam para todos.


7 - Momento de partilha

Animador(a): Vamos conversar sobre a reflexão que fizemos:

a) Como agiremos se uma parenta nossa engravidar em idade avançada? E se engravidar na adolescência?


b) Maria e Isabel compreenderam o que Deus, nelas, realizava. Será que nós somos capazesde descobrir o que Deus quer de nós hoje?


c) O que é ser Igreja acolhedora?


8 - Gesto concreto

Buscar um tempo para dedicar aos idosos e aos jovens, primeiramente em nossas casas, no seio de nossas famílias, e depois os de nossas ruas e comunidades.


9 - Momento de Oração

Animador(a): Por Maria, o Senhor nos visita trazendo a salvação, motivo de alegria e de ação de graças!


Façamos nossas preces espontâneas.

Todos: Senhor, por tua bondade ajuda-nos a construir uma sociedade verdadeiramente fraterna e solidária.


10 - Oração final

Animador(a): Por esta família que nos acolhe, rezemos ( todos estendem uma das mãos enquanto rezam)

Todos: Ó Mãe, intercedei junto de vosso Filho por esta família que nos recebe com carinho e ternura. Abençoai a todos que moram nesta casa, e também aqueles que a visitam. Escutai seus pedidos, e rogai a Jesus que os atenda. Que aqui jamais falte o suficiente para que todos vivam com dignidade e alegria, sendo fortes nos momentos de dor e sofrimento. Sede a Mãe deste lar e protegei-o de todos os perigos. Amém.


Animador(a): Pela intercessão de Maria, Mãe de Jesus e nossa Mãe,

a benção de Deus nos fortaleça na fé, na esperança e na caridade.

Todos: Assim seja!


Animador(a): O encontro de hoje esta terminando, mas continua a vivência da união entre nossas famílias. Levemos deste momento de oração, toda a força que precisamos para aprofundar nossa união em nossas casas, no trabalho e em todo lugar. Para isso, pedimos uma benção especial.

Animador(a): Nossa alegria esta no nome do Senhor!


Todos: Que fez o céu e a terra.

Animador(a): O Senhor nos abençoe e nos guarde.

Todos: Amem.


Animador(a): O Senhor nos mostre o seu rosto e tenha piedade de nós.

Todos: Amem.


Animador(a): O Senhor volte para nos o seu olhar e nos dê a paz.

Todos: Amem.


Animador(a): Antes de encerrar este encontro, vamos desejar a paz uns aos outros com um abraço fraterno de comunhão entre nós. Voltemos para nossas casas e continuemos a vida em comunidade.

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.

Todos: Amém.




11 - Avisos, agradecimentos

Nenhum comentário: