sexta-feira, 15 de maio de 2009

Semana da Comunicação - Ouça na Rádio Mensagem



A Rádio Mensagem, em parceria com a Pastoral da Comunicação, da Diocese de São José dos Campos, realiza a Semana da Comunicação para comemorar e difundir o tema da mensagem do Papa Bento XVI para o Dia Mundial dos Meios de Comunicação Social. Durante uma semana, o programa "Falando de Vida" será especial sobre o tema deste ano: Novas tecnologias, novas relações. Promover uma cultura de respeito, de diálogo, de amizade. O programa irá ao ar de segunda a sexta, entre os dias 18 e 22 de maio, das 12h15 às 13h, entrevistando comunicadores e profissionais da área, apresentado por Donizete Eugênio.

O Dia Mundial dos Meios de Comunicação é celebrado todos os anos no Domingo da Ascensão do Senhor, este ano, em 24 de maio. Dom Moacir Silva irá celebrar a Santa Missa, às 11h, na Catedral de São Dimas, em São José dos Campos, com a presença dos agentes da Pascom que atuam nas Paróquias da Diocese.

Ouça a Rádio Mensagem - A rádio da diocese - 1470 AM

Acesse: www.radiomensagem.am.br

domingo, 10 de maio de 2009

Mãe, Sim , Por Amor!

APRESENTADOR: Estou procurando uma mulher capaz de lutar por grandes ideais. Uma mulher que, embora frágil, suporte as dores mais difíceis da vida.
Sim, procuro uma mulher com tanto amor para dar, que seja capaz de dar a vida pelos outros. Vocês conhecem uma mulher assim?

(No palco surgem crianças que recitam estes textos e saem.)

Criança 1: Mãe, onde está o meu caderno de caligrafia?
Criança 2: (do outro canto) Ô mãe, eu to com fome!
Criança 3: Mãezinha, ajuda a amarrar meu cabelo?
Criança 4: Mãe, peça ao pai deixar eu ir hoje na festinha do Roberto!

APRESENTADOR: É esta a mulher que eu procuro. Ela existe dentro de cada menina que brinca diante de nós. Sim, ela é um dom de Deus que floresce quando é convidada a partilhar com Ele o ato da criação. É a mulher que, no nosso dia-a-dia, parece muito comum em nosso sofrido Brasil, menos, talvez, nos chamados paises do primeiro mundo.

(Uma de cada vez, as mães entram e travam diálogo com a platéia.)

MÃE 1 (caracterização: dona de casa): Ah, como me sinto feliz ao ver meus filhos tão saudáveis e empenhados em suas tarefas! A minha família é a minha alegria.

Com meu esposo vibramos com tudo que nela acontece. Acreditem, nunca imaginei que seria capaz de ter sentimentos tão fortes.

MÃE 2 (caracterização: professora): Quando eu era moça, esperava a comida prontinha que mamãe colocava na mesa. Exigiam dela que minhas roupas fossem sempre limpinhas. Passava longas horas no telefone! Conversas e mais conversas que caíam na conta de meus pais. Antes de ser mãe, eu não tinha hora para acordar. Claro, havia programas interessantes na TV e eu nunca me preocupava com a hora de ir para a cama! Sim, eu era uma moça descansada, irresponsável.

Mas agora sou mãe, em casa e na escola. Como amadureci com isso! Posso Ihes afirmar que é muito bonito ser mãe de meus filhos e dos filhos que outras mãe me confiam para ensinar e educar. O amor não deve ter limites!

MÃE 3 (caracterização: rica): Antes de ser mãe, eu não me preocupava com os problemas de minha família. Conhecia só os direitos, os deveres pertenciam só aos pais. Antes de ser mãe, ninguém vomitou nem fez xixi em mim.
Agora tudo mudou. Agora sou mãe. Isso é bom demais.
O papa João Paulo I afirmou que o próprio Deus é mãe.
Eu não duvido: Ele é o amor personificado!

MÃE 4 (caracterização: operária): Meus amigos e minhas amigas, antes de ser mãe eu nunca imaginei que uma coisinha tão pequenina pudesse mudar tanto a minha vida. Eu nunca imaginei que pudesse amar tanto assim.
Adoro ser mãe. Nunca havia conhecido a sensação de ter meu coração fora do meu próprio corpo.

MÃE 5 (caracterização: negra): Eu não conhecia e nem imaginava o profundo laço que existe entre a mãe e a sua criança. A felicidade de alimentar um bebê faminto. Nunca poderia imaginar o calor, a alegria e a satisfação de ser mãe. Vocês, moças, às vezes temerosas diante de seu futuro, sonhem com o ideal de ser mães. Sinto-me uma rainha!

TODAS AS MÃES: Oh, Deus, você nos fez frágeis e fortes ao mesmo tempo. Nós participamos do seu poder criador.

(As mães ficam ao lado do palco. Entra a mãe índia.)

MÃE 6 (caracterização: índia): Mesmo que nunca tenha gerado um filho. Mesmo que nunca venha a gerá-lo, toda mulher é mãe! Mãe dos irmãos, mãe dos amigos, mãe dos animais, mãe da terra. Para nós, mães índias, é um presente de Deus podermos gerar uma nova criatura e educá-la nos nossos costumes,

(Entram 3 crianças: um menino e uma menina de 7 a IO anos e um neném de colo. Trazem um ramalhete de flores e se colocam no centro do palco. Aproximam-se as mães.)

TODAS AS MÃES: A mãe índia tem razão: há mulheres que consideram um peso participar da criação de Deus. Nós nos orgulhamos da vida nova que brota de dentro de nós: é um presente sagrado.

(As mães do palco descem e oferecem às mães da platéia as flores que estão com as crianças. Colocar uma música Mariana ou entoar um canto adequado.)

(Após a música, encerrar com este jogral recitado por jovens.)

Jovem 1: Não queremos mães escravas para suprir necessidades!

Jovem 2: E nem queremos mulheres que assumam a maternidade como pura necessidade da natureza!

Jovem 3: Só queremos nos alegrar com você, mãe, por este dom que Deus Ihe deu!

TODOS: Deus nos ama com Amor de Mãe!

Jovem 1: Seu abraço protetor...

Jovem 2: Seu sorriso restaurador...

Jovem 3: Só nos faz perceber que...

TODOS: Deus nos ama com Amor de Mãe!

Jovem 1: Mãe, você não pode ser explorada!

Jovem 2: Mãe, você é a pérola mais preciosa da humanidade !

Jovem 3: Mae, você se assemelha com a Mãe do nosso Redentor!

Jovem 2: Humilde...

Jovem I: ... mas corajosa!

Jovem 3: Atenciosa...

TODOS: ...mas, acima de tudo, destemida e apóstola!

Jovem 1: É por isso e mil outras razões que Ihe dirigimos esta oração:

Jovem 2: "Querida mãezinha, cheia de alegria..."

Jovem 3: "Nosso Pai do Céu e também da terra estejam sempre com você...

Jovem 1: "Abençoada seja você entre todas as criaturas..."

Jovem 2: "E abençoados sejam também todos aqueles a quem você ama..."

Jovem 3: "Santa e abençoada Mamãe...

Jovem 1: "Olhe por nós, seus filhos queridos..."

Jovem 2: "Que, pela ingratidão, muitas vezes você chorou..."

Jovem 3: "Mas sempre Ihe amamos e por isso pedimos":

TODOS: "Esteja ao nosso lado hoje e çempre, amém!"

(Tocar uma bonita Ave Maria, enquanto os jovens descem e abraçam as mães da platéia com as quais poderão realizar uma confraternização).

Etori Caldeira de Amorim