segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

Encontro continental de leigos intensifica a comunhão em vista da Missão





Os trabalhos acontecem no Centro Missionário José Allamano, em São Paulo – Brasil, concluindo no dia 7 de janeiro, com uma peregrinação ao Santuário de Aparecida.
Participam do Encontro homens e mulheres que se identificam com o Carisma da Missão Ad Gentes além-fronteiras, legado do Bem-aventurado José Allamano. “Ser leigo e leiga da consolação é uma vocação, um chamado”, afirmou irmã Gabriella Bono, superiora Geral das missionárias da Consolata – MC, que há 20 anos acompanha os leigos. “Os LMC não são agregados à família, são membros, e o sonho é que sejam autônomos e interdependentes na complementariedade. Sou grata ao Senhor por cada um dos leigos e leigas, porque este é um caminho marcado pela presença do padre Allamano”, concluiu irmã Gabriella.





Convocado pelos conselheiros gerais de ambos os institutos (missionárias – MC e missionários da Consolata - IMC), o Encontro tem três objetivos: favorecer o encontro entre LMC/MC/IMC para partilhar os caminhos feitos no continente, refletir sobre a espiritualidade e o carisma de consolação como família Allamaniana e continuar fortalecendo o caminho dos leigos missionários da Consolata a nível do continente, buscando novas formas que favoreçam a articulação e organização do processo.

Marcado pela multiculturalidade do continente, os momentos são conduzidos nos idiomas português e espanhol, favorecendo a inculturação nos trabalhos e celebrações. Pela manhã, os leigos do Brasil abriram o Encontro com a oração invocando a proteção de Nossa Senhora Aparecida, Padroeira do Brasil. A assembleia foi introduzida na devoção, na fé e no carinho que os brasileiros têm pela mãe Maria.

Para Lucília Mono, coordenadora dos LMC de São Paulo, este é um momento de partilha. “Estamos conhecendo os projetos de outros países, partilhando e enriquecendo a nossa caminhada. Isso nos anima”, destacou Lucília, que faz trabalhos em Itapevi – SP.

O colombiano Pedro Cortes, leigo missionário há 17 anos, já esteve em missão por três anos no Vicariato Apostólico de San Vicente Puerto Leguisamo, na Colômbia, atuando em comunidades de camponeses. “Este Encontro é importante para os leigos interiorizarem e viverem o carisma como vocação e opção de vida. É necessário ir mais adiante, sair de si”, afirmou Pedro, que em 1985 fundou a ONG Formemos e hoje cuida de 240 crianças carentes em Bogotá.

Na sua intervenção, padre Antônio Fernandes se dirigiu aos leigos missinário “este encontro só é possível, porque vocês já estão vivendo o carisma do nosso fundador. Quando se sonha, se segue Jesus não se pode pensar em outra coisa a não ser num novo céu e uma nova terra. A nós cabe esta missão e queremos que este Encontro dê início a esta expressão continental”, disse padre Antonio, Conselheiro Geral dos missionários da Consolata para o Continente americano. Por fim propôs três atitudes para o caminho: “quebrar barreiras e muros, abrir portas e construir pontes; não ter medo, confiar; e partir para criar comunhão”, concluiu.

Karla Maria, LMC Brasil.
Fotos: Karla Maria e Pe. Jaime C. Patias
Fonte: Revista Missões










Nenhum comentário: