segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

A missão de Jesus é centrada no amor (Mt 16,13-19)

Quem dizem vocês que eu sou? - pergunta Jesus 


Este episódio, em que Pedro professa sua fé em Jesus, ocupa um lugar central nas narrativas dos Evangelhos sinóticos. É um momento no auge do ministério de Jesus, quando se inicia a caminhada para Jerusalém. Prevendo o desfecho violento na capital do Judaísmo, Jesus procura esclarecer os discípulos a fim de que não se confundam quanto à sua identidade. A sua missão não é a glória do poder (messias), mas sim o amor até o fim. Mateus modifica a narrativa original de Marcos e também adotada por Lucas. Nestes, Jesus censura Pedro por identificá-lo com o messias ("cristo", em grego). Mateus, ao contrário, introduz o elogio a Pedro. Este é destacado como receptáculo de uma revelação divina, o que o constitui base da Igreja e possuidor das chaves do Reino dos Céus. O texto exprime a profissão de fé de uma greja que começa a se estruturar, na década de oitenta. 
 




Autor: José Raimundo Oliva

fonte: Paulinas

Nenhum comentário: