sexta-feira, 5 de março de 2010

Cartilha “Fraternidade Viva” chega às escolas do Paraná



fraternidade_viva_2010Os estudantes de escolas públicas e particulares de municípios da diocese de Toledo (PR) estão recebendo neste ano letivo a cartilha “Fraternidade Viva”, com sugestões de atividades pedagógicas para crianças, adolescentes e jovens.
Com esta cartilha em mãos, os educadores podem desenvolver o tema da Campanha da Fraternidade Ecumênica 2010 – Economia e Vida - junto aos seus alunos e contribuir para o desenvolvimento de uma consciência em favor da vida.
Subdividido em quatro encontros, o subsídio às escolas segue a metodologia “Ver, Julgar e Agir”. Respeitando cada faixa etária, “Fraternidade Viva” apresenta abordagem específica de conteúdo da CFE 2010 para três fases escolares: educação infantil e ensino fundamental – primeira fase (1ª a 4ª série); ensino fundamental – segunda fase (5ª a 8ª série); e educação de jovens e adultos (EJA).
O material, que está em sua 5ª edição, é oferecido gratuitamente às escolas localizadas na região diocesana como resultado do gesto concreto das Campanhas da Fraternidade de anos anteriores. Seu conteúdo é formado a partir da reflexão de professores voluntários, que se uniram em equipe e dedicaram seus conhecimentos em favor da elaboração.
O coordenador deste trabalho é o padre Lucivaldo Castellani que frisa o principal objetivo do subsídio: “Favorecer a conscientização sobre o valor da vida e o cuidado com o planeta, entre outras questões que muitas vezes são deixadas de lado por outros valores que não colaboram para o bem estar de todas as pessoas”.
“Nós queremos educar, e nesse processo queremos chegar às escolas dos 19 municípios da nossa Diocese e das demais que tenham interesse”, completa o bispo diocesano, dom Francisco Carlos Bach. Ainda de acordo com ele, o material produzido pela diocese de Toledo tem sido bem aceito pelas Secretarias Municipais de Educação e dos Núcleos Regionais de Educação.
A cartilha é produzida para dois públicos distintos, sendo 35 mil exemplares, com conteúdo próprio, à disposição dos estudantes, e outros 10 mil exemplares destinados aos professores. Para os alunos, o caderno de atividades contempla dinâmicas, desenhos, pinturas e quebra-cabeças, entre outros elementos pedagógicos voltados à reflexão sobre a importância da vida humana, mas, sobretudo, convida a realizar ações concretas a partir da realidade em que vivem.
Além da cartilha, o material de difusão dos conteúdos da Campanha da Fraternidade conta ainda com um marca páginas que reúne um calendário e cinco frases que falam do respeito à vida e do cuidado com o bairro onde mora.
“É um material sem fins lucrativos e que não faz proselitismo nas escolas. O nosso objetivo é a promoção da vida. Portanto, um material ecumênico e que pode ser utilizado por professores de diversas áreas do conhecimento”, informa padre Lucivaldo.

Gesto Concreto

A Cartilha “Fraternidade Viva” começou a ser produzida a partir da definição como um gesto concreto de Campanha da Fraternidade, decisão essa extraída de reuniões que envolveram o bispo diocesano, clero, assessores e coordenadores de pastorais e movimentos eclesiais da diocese de Toledo. Seus custos são subsidiados por 50% da parcela da Coleta da Solidariedade que cabe à diocese.
Ao longo desses cinco anos, devido ao conteúdo apropriado para a realidade regional, milhares de exemplares da cartilha chegaram a ser distribuídas também para as dioceses de Foz do Iguaçu, de Paranavaí e de Campo Mourão.
fonte:CNBB

Nenhum comentário: