segunda-feira, 15 de março de 2010

Conselho Missionário Nacional discute articulação missionária da Igreja

CominaTerminou no domingo, 14, a reunião Conselho Missionário Nacional (COMINA), que discutiu a articulação missionária da Igreja no Brasil. O encontro aconteceu nas Pontifícias Obras Missionárias (POM), em Brasília, e contou com a presença dos coordenadores dos Conselhos Missionários dos 17 regionais da CNBB.
“A articulação [da missão]  acontece quando temos clareza sobre certos conteúdos básicos que dão sentido à missionariedade e se a missionariedade está enraizada nas bases”, disse o presidente do Comina, dom Sérgio Castriani.
“O evento foi marcado por uma rica partilha de numerosas experiências missionárias que vêm acontecendo nos diversos regionais”, avaliou o secretário executivo do Conselho, padre José Altevir. “O encontro foi verdadeiramente espaço de alegria, convivência, participação, de modo que os participantes saíram animados e comprometidos cada vez mais em transformar as utopias em realidade e esperança em atitudes missionárias”, acrescentou.
O assessor do Comina, padre Paulo Suess, destacou que toda a articulação da missão acontece em torno de uma proposta e que as Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil (DGAE) ajudam nesta articulação. “O núcleo central dessas Diretrizes não é apenas um tema missionário para uma campanha, mas uma diretriz fundamental e estruturante da Igreja pós-Aparecida”, sublinhou.
Segundo Suess, as Diretrizes da Evangelização da Igreja no Brasil oferecem três pistas de ação para a missão. A primeira é a promoção da dignidade da pessoa que, na opinião do teólogo, não significa “um programa assistencialista”. A segunda pista aponta para a renovação da comunidade que trata, dentre outras coisas, do “diálogo dentro das comunidades; daComina-missionrios diversidade ministerial; da formação de conselhos e da articulação das ações”. A última pista, de acordo com Suess, é a construçaõ de uma sociedade solidária que seja “raiz do compromisso social na fé e ação e luta”.
Segundo padre Altevir, um dos destaques do encontro foi a participação, no dia 13, de 25 missionários, de 17 países, que se preparam, no Centro Cultural Missionário (CCM), para atuar na missão em  em diversas regiões do Brasil.

Fonte:CNBB

Nenhum comentário: