terça-feira, 16 de março de 2010

Diocese de Penedo se manifesta sobre denúncias de pedofilia envolvendo padres de Arapiraca

O bispo da diocese de Penedo, no estado de Alagoas, dom Valério Breda, divulgou nota em que manifesta a posição da diocese a respeito das denúncias de pedofilia envolvendo três padres da cidade de Arapiraca. As denúncias vieram a público na quinta-feira, 11, através do programa Conexão Repórter, do SBT. Entre as medidas tomadas pelo bispo está o afastamento dos padres de suas funções eclesiásticas e a instauração de um Processo Administrativo Penal, de acordo Código de Direito Canônico. A nota tem data de 14 de março. Leia, abaixo, a íntegra da nota. NOTA DA DIOCESE DE PENEDO Considerando os graves e lastimáveis fatos noticiados por meio televisivo, em data de 11 de março de 2010, no programa “Conexão Repórter”, da Emissora SBT, contendo acusações feitas ao MONS. LUIZ MARQUES BARBOSA, MONS. RAIMUNDO GOMES DO NASCIMENTO e PADRE EDILSON DUARTE do Clero desta Diocese, supostamente envolvidos em atos (ainda não provados) de abuso ou constrangimento sexual contra terceiros, alguns dos quais, possivelmente, menores de idade, o BISPO DIOCESANO vem a público para dar justa e necessária informação aos Fiéis da Diocese. 1.Reprovamos, de forma irrestrita e com o coração despedaçado pela vergonha e pela tristeza, os fatos, mesmo que ainda não provados, veiculados na referida reportagem, que revoltam a sã consciência humana e cristã; 2.Se há jovens vítimas, como a apresentação dos fatos parece aludir, sentimo-nos ainda mais consternados e no dever da reparação; 3.Levamos ao público conhecimento que, até o presente momento, nenhuma das supostas vítimas citadas nos supostos atos de abuso, tampouco seus familiares, procuraram oficialmente o Bispo diocesano, para formular denúncia de qualquer espécie; 4.Considerando a urgência e a necessidade de preservar a honra e o direito das pessoas citadas e da própria Igreja Católica, frente à gravidade dos fatos acima mencionados, decretamos a abertura de Processo Administrativo Penal, nos termos do Código de Direito Canônico; 5.Tendo-se ainda conhecimento da instauração de inquérito policial para averiguar a veracidade das denúncias formuladas pelas supostas vítimas exibidas na aludida reportagem, estamos a total dispor das Autoridades de polícia e da justiça em geral para tudo o que se fizer necessário; 6.Visando, por fim, garantir a isenção necessária para as investigações policiais – inquérito policial Nº 44/2010 - e fazendo-se necessário aguardar o prazo legal para a sua conclusão, é mister que OS PADRES acima citados - como medida prudencial - DEIXEM À DISPOSIÇÃO SEUS RESPECTIVOS ENCARGOS ECLESIÁSTICOS. Penedo, 14 de março de 2010. Dom Valério Breda, bispo diocesano
Fonte:CNBB

Nenhum comentário: