quinta-feira, 18 de março de 2010

Instituto Mariama prepara sua 22ª Assembleia Nacional



ENCONTRO_DOS_PADRES_NEGROS_02Aconteceu entre os dias 15 e 16, a reunião da diretoria do Instituto Mariama (IMA), em Niterói (RJ). O objetivo do encontro foi fazer uma análise da caminhada do Instituto, bem como planejar a 22ª Assembleia, que acontecerá em São João Del Rei (MG), de 26 a 30 de julho. Os temas tratados no evento serão “Arte afrobrasileira na arte sacra a partir de Minas Gerais e sobre os reflexos do “Ano Sacerdotal para o Presbítero Negro na Igreja do Brasil”.
Durante o encontro foi elaborada a pauta da assembleia e foi tratado sobre o Ano Sacerdotal e o tema que será a “arte sacra”, mais especificamente a cultura africana e sua influência sobre a arte sacra no Brasil, a partir de Minas Gerais. Esse será o tema de conhecimento, aprofundamento, e estudo durante a 22ª Assembleia.
“Será a oportunidade dos padres das dioceses de São João Del Rei, Mariana, Belo Horizonte e outras dioceses de Minas Gerais participarem da Assembleia”, disse o presidente do Instituto Mariama, padre Guanair da Silva Santos. De acordo com o padre, a juventude será outro sub-tema do encontro. “Sua vocação e a própria realidade na qual muitos jovens estão sendo mortos hoje será tratado. Esse assunto é mais desafiador no contexto da ação pastoral para a Igreja”, disse.
O presidente do IMA destacou também suas expectativas e quais os objetivos da Assembleia. “Esperamos que a Assembleia seja um evento fraterno, como tem sido feito nas últimas. Crescer na espiritualidade, na missão presbiteral, trabalhar para os padres serem homens consagrados no serviço de Deus, homens que se comprometem com a transformação da realidade a partir do anúncio do evangelho que nos motiva a estarmos com nossos olhos abertos à realidade da comunidade negra no Brasil. Esses são os maiores objetivos do evento”, enumerou padre Guanair.
Os participantes da Assembleia são padres e diáconos negros do Brasil. O evento é aberto também às pessoas que se comprometem à causa da vida que, segundo padre Guanair, é a causa do negro do Brasil. “É um encontro aberto onde trabalharemos a formação permanente do clero”, completou.
Questionado sobre o aumento do número de bispos negros no Brasil, o presidente do IMA disse que vem aumentando de modo considerável, mas ressaltou que a questão vocacional deve ser mais trabalhada nas bases para que esse número seja ainda maior. “É verdade que houve um crescimento no número de bispos negros no Brasil, mas acredito que é preciso ter mais bispos negros. São poucos ainda. Os padres negros também são muito poucos. É preciso fortalecer a dinâmica da pastoral vocacional para que os jovens cresçam e que aumente futuramente o número de bispos negros no Brasil”.
Fonte:CNBB

Nenhum comentário: