segunda-feira, 1 de março de 2010

Proposta de Liturgia para o Domingo de Ramos


PARÓQUIA SÃO PAULO APOSTÓLO
CELEBRAÇÃO DE DOMINGO DE RAMOS
“HUMILDE E OBEDIENTE ATÉ A MORTE, E MORTE DE CRUZ”



Sugestão de símbolos: Ramos verdes, ervas cheirosas, cruz, pano roxo, os símbolos da celebração da semana anterior, Cartaz da CF, Cartazes ou pirulitos com o nome das Igrejas que assumiram juntas a CF de 2010, frases com o tema dos grupos de rua.

Refrão: Hosana o filho de Davi.... (como mantra)

ACOLHIDA
Anim: Iniciamos hoje, a semana santa, recordando a entrada de Cristo em Jerusalém para celebrar a sua Páscoa. Escutando e participando da liturgia da Paixão do Senhor, deixamos que o mistério pascal da paixão, morte e ressurreição de Jesus se realize em nossa vida.
As leituras de hoje destacam a humildade como fundamento da obediência. Ser humilde é despojar-se do orgulho. É tornar-se uma pessoa integrada, que sabe lidar com todas as coisas e situações de forma harmoniosa. A obediência de Jesus ao Pai significa, antes de tudo, que Jesus levou ao cumprimento pleno o projeto de amor de Deus para com o ser humano.

Canto de entrada da Campanha da Fraternidade.

ACOLHIDA DA TRINDADE

C: O Senhor esteja com vocês.
T: Ele está no meio de nós

C: Irmãos e irmãs, durante as cinco semanas da quaresma, nós nos reunimos em grupos e atuamos na Campanha da Fraternidade, cultivamos a oração pessoal e comunitária, a prática da penitência e da solidariedade. Hoje, aqui nos reunimos e vamos iniciar, em comunhão com as comunidades cristãs do mundo inteiro, a celebração da semana santa. Fazendo a memória da entrada de Jesus em Jerusalém, indo ao seu encontro com ramos nas mãos, sigamos os passos de nosso Salvador para participarmos plenamente da sua Páscoa.

BÊNÇÃO DOS RAMOS
C: Ó Deus, com ramos de oliveira, crianças e pobres aclamaram Jesus ao entrar na cidade santa.Abençoa nossa comunidade aqui reunida, com ramos nas mãos e o teu louvor em nossos lábios.Este sinal da vitória pascal do Cristo nos fortaleça para, num mundo ameaçado pela violência, pela guerra, construirmos concretamente com uma  cultura de paz e de não-violência, como Ele nos ensinou.
Por Cristo Nosso Senhor. Amém

Canto: Benção dos Ramos
Proclamação do Evangelho
Lucas 19,28-40

Anim: Meus irmãos e irmãs, a exemplo do povo que aclamou Jesus, comecemos com alegria a nossa procissão.

(após a procissão, ao chegarem no local da celebração, o celebrante convida a oração)
C: Ó Deus, fonte de vida, que quiseste reunir todos os teus filhos e filhas pela paixão de Jesus Cristo, nosso Senhor, atende as preces do teu povo, que começa por esta celebração, a semana santa da sua paixão, morte e ressurreição.  Abre nossos ouvidos e ilumina nossos espíritos para que, participando das celebrações, sejamos renovados na fé que professamos e encontremos forças para darmos testemunho do amor que vence a morte. Por Cristo Nosso Senhor. Amém.

LITURGIA DA PALAVRA
Anim: A missão do servo é, aqui, apresentada como encorajamento aos fracos e abandonados. Por isso, o servo não resiste ao que Javé lhe pede e não recua diante das dificuldades. Assim foi Jesus, fiel ao Projeto de salvação operado por Deus na História humana. A morte de Jesus não é um fracasso, mas inauguração da paz e salvação plena na presença de Deus.  É a manifestação do Reino de Deus, ou seja, da justiça e fidelidade.

Primeira Leitura:   Isaias  50, 4 –7
Salmo de Meditação
Segunda Leitura: Filipenses 2,6-11
Aclamação ao Evangelho
Evangelho – Lucas 23, 1-49 (ler alternando os leitores)
Homília

CREDO

COMPROMISSO

C: Apesar dos sofrimentos, o Servo está empenhado em obedecer a vontade divina. Ele está qualificado para a obra que Deus o destinou a realizar.

A exemplo do servo queremos nesta manhã renovar os nossos compromissos com o Projeto de Deus.
Comprometemo-nos a ter uma língua hábil para instruir as pessoas cansadas e desanimadas?
TODOS - SIM EU ME COMPROMETO - SIM NOS COMPROMETEMOS

Comprometemo-nos a ter  o ouvido atento ao clamor do povo para sermos discípulos e missionário de Jesus Cristo?
TODOS - SIM EU ME COMPROMETO - SIM NOS COMPROMETEMOS

Comprometemo-nos que diante das dificuldades e sofrimentos que vão se apresentando no nosso caminhar, não desanimaremos e nem desistiremos da nossa missão?
TODOS - SIM EU ME COMPROMETO - SIM NOS COMPROMETEMOS

C: Passar por todo o sofrimento sem voltar atrás só foi possível porque o Senhor era aliado do Servo. Por causa dessa cumplicidade com o Senhor, o Servo não fracassou em sua missão. Que este mesmo Deus fortaleça sempre mais cada um na sua missão. PNSJC.Amém. 

Segue a celebração...                                                             


PARTILHA DO CHÁ

Nenhum comentário: