terça-feira, 4 de maio de 2010

Faleceu o padre Edson Assunção Santos Ribeiro



Ontem, 03 de maio de 2010, às 21 hs faleceu o padre Edson Assunção Santos Ribeiro, 44 anos, natural de Contagem (MG) mas pertencente ao clero de Niterói.
Padre Edson, desde dezembro de 2005, era Secretário Nacional da Pontifícia Obra da Infância Missionária.
O padre estava desde sexta feira em Barra do Garças, orientando um encontro de formação de assessores da Infância Missionária e deveria retornar a Brasília ontem no fim do dia.
A morte aconteceu na estrada que vai de Araguaiana a Barra do Garças, no Mato Grosso e foi provocada por um acidente de carro. O veiculo onde viajava o padre Edson, em companhia do Padre Wiliam e do leigo Fausto, ao atravessar uma ponte, ficou desgovernado, provocando a morte instantânea do Padre Edson e ferimentos no padre Wiliam.
Trajetória do Translado de Pe. Edson Ribeiro
Dia 05 de maio de 2010 - Quarta-Feira
Saída de Goiânia para Contagem MG
Chegada prevista em Contagem  MG, às 21:00 horas (fica com a família).
Endereço do Velório em Contagem MG
Paróquia Nossa Senhora de Fátima
Rua Pe. Bartolomeu, 278
Próximo ao Hospital Santa Rita
Cidade Industrial
Tel. (31).33337088 / 99817088
Velório de 21:00h às 06:00 da manhã de 06/05 – Quinta-Feira
Translado de Contagem MG para Niterói RJ
06 de maio de 2010 – Quinta-Feira Horário 6:00 h da manhã
Chegada prevista em Niterói RJ às 14:00h
Velório na Igreja São Sebastião de Niterói RJ
Missa de Corpo Presente Horário: 16:00h
Sepultamento Horário 17:00h
Tomamos conhecimento do falecimento do Pe. Edson Assunção, presbítero da Arquidiocese de Niterói (RJ) e assessor das Pontifícias Obras Missionárias (POM) no acompanhamento à Infância Missionária.
Pe. Edson Assunção faleceu ontem, dia 03 de maio, em Barra do Garças (MT) em virtude de um acidente automobilístico.
A Presidência da CNBB se solidariza com os familiares do Pe. Edson e com toda a Arquidiocese de Niterói (RJ) assegurando-lhes a oração, na certeza de que o trabalho missionário desenvolvido pelo irmão presbítero era sinal da vivência do mandamento de Jesus: “todas as vezes que fizestes isso a um destes mais pequenos, que são meus irmãos, foi a mim que o fizestes” (Mt 25,40).
A luz da fé nos acompanhe, nos conforte, nos fortaleça.
 
Dom Geraldo Lyrio Rocha
Arcebispo de Mariana
Presidente da CNBB
Dom Luiz Soares Vieira
Arcebispo de Manaus
Vice-Presidente da CNBB
Dom Dimas Lara Barbosa
Bispo Auxiliar do Rio de Janeiro
Secretário Geral da CNBB

  Fonte: enviado por e-mail pela redação da revista Misssões

Nenhum comentário: