segunda-feira, 3 de maio de 2010

Vai começar a 48ª Assembleia Geral da CNBB

topo48ag



foto_destaqueNesta terça-feira 4 de maio, começa a 48ª Assembleia Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). Hoje, 3, estão sendo organizados os últimos preparativos para a realização do evento. Salas de assessorias, salão das plenárias, sala de imprensa, estúdios; estão entre os locais que recebem nesta segunda-feira, os últimos detalhes para que a Assembleia possa ocorrer bem.
Alguns bispos já começaram a chegar no Centro de Eventos e Treinamentos (CET) da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Comércio (CNTC), que fica na W5 – SGAS 902 Sul – Bloco C, em Brasília, para conferir as instalações do palco da 48ª AG. Durante os dias 4 a 13 de maio, devem circular diariamente pelo local, mais de 1.200 pessoas.
A 48ª AG, que este ano acontece extraordinariamente em Brasília, por ocasião do 16º Congresso Eucarístico Nacional, que celebra o jubileu de ouro da arquidiocese de Brasília, bem como os 50 anos da capital federal, vai contar com a participação de mais de 300 bispos, sendo 283 ativos e 26 eméritos (aposentados). Além dos prelados, o evento também contará com a participação de 37 assessores, 17 secretários dos regionais da CNBB, 29 funcionários, 354 pessoas do serviço de apoio, 17 instituições eclesiais de hospedagem aos bispos, nove ônibus para traslado dos participantes, 14 convidados e 16 organismos. Somando-se esses números contabiliza-se cerca de 790 pessoas.
Além dos participantes que trabalharão na realização da Assembleia, outro número importante é o da imprensa presente na cobertura do evento. Todos os dias estarão no local cerca de 130 jornalistas de 28 veículos de imprensa, divididos entre os meios jornal impresso, TV, web e rádio. Esses profissionais poderão cobrir todo o evento, com entrevistas coletivas e exclusivas com os bispos. Para acolher os comunicadores, foi montado no local um aquário, com ar condicionado, além de alguns estúdios para TV.
É importante destacar que só terão acesso ao local da Assembleia os profissionais da imprensa credenciados, portanto, o credenciamento deve ser feito antes do início do evento. Jornalistas, cinegrafistas e demais profissionais credenciados devem estar, durante toda a Assembleia, devidamente identificados com o crachá da empresa para a qual trabalham.
Expectativas
DOM_geraldo_lyrioO presidente da CNBB e arcebispo de Mariana (MG), dom Geraldo Lyrio Rocha, já se encontra no local da Assembleia. Para ele, as expectativas para a 48ª edição do evento são “muitas e belas”. Ele explica por que. “Muitas porque temos uma pauta enorme com muitos assuntos de extrema importância para o momento em que vivemos no Brasil e no mundo. Assuntos que dizem respeito à vida da Igreja e também à sua presença pública na sociedade. O evento será belo porque se realiza na moldura dos 50 anos da arquidiocese de Brasília, que se coincide com os 50 anos da capital federal. Por isso a Assembleia se realiza aqui antecedendo o 16º Congresso Eucarístico Nacional, que é o momento marcante do cinqüentenário da arquidiocese de Brasília. O evento, pois, acontece em clima eucarístico”.
dom_ferrariO bispo diocesano de Bauru (SP), dom Caetano Ferrari, diz que o momento é único, porque discute uma temática que se preocupa com a presença da vida da Igreja no mundo, e celebra os 50 anos da arquidiocese e cidade de Brasília. “O tema central ‘Discípulos e servidores da Palavra de Deus e a Missão da Igreja no Mundo’ é envolvente e trata justamente da presença da Igreja na sociedade. Isso é muito importante e atual, além de celebrarmos, em ação de graças, os 50 anos da arquidiocese e cidade de Brasília. Portanto, trata-se de um momento ímpar para a Igreja no Brasil”, disse o bispo.
Já o arcebispo de Ribeirão Preto, no interior de São Paulo, dom Joviano de Lima Júnior, acredita que o encontro, mais uma vez, é um momento indispensável de se conhecer a ‘ampla’ realidade da Igreja no Brasil, dom_jovianoo corpo da atual sociedade brasileira, e a vida e a missão da Igreja a partir do tema central. “A temática estudada este ano na Assembleia Geral vai nos ajudar na vida e na missão da Igreja, nas nossas diversas pastorais, para vivermos a grande missão continental, que se faz a partir da Palavra. Teremos também a oportunidade de olhar para a vida social e econômica de nosso país, como evangelizar o mundo da cultura e, na parte eclesial, teremos um estudo aprofundado sobre o papel das Comunidades Eclesiais de Base (CEB’s) na Igreja”.
Fotos: Pe. Altevir, CSSp
fonte: CNBB

Nenhum comentário: