quarta-feira, 23 de junho de 2010

Caritas e CNBB do Regional Nordeste 2 lançam campanha “SOS Pernambuco e Alagoas”

sospernambucoalagoasA Campanha “SOS Pernambuco e Alagoas” foi lançada hoje, 23, pela Cáritas Brasileira Regional Nordeste 2 e pelo Regional Nordeste 2 da CNBB em favor das vítimas das chuvas nos estados de Pernambuco e Alagoas. As doações poderão ser depositadas no Banco do Brasil, Agência 3505-X, Conta Corrente 5821-1.
Em reunião em Brasília, que começou hoje, o Conselho Permanente da CNBB vai discutir a situação dos dois estados e deverá divulgar uma mensagem de solidariedade.
As chuvas da última semana causaram um efeito devastador em Pernambuco e Alagoas. São mais de 40 mortos, cerca de 100 mil desabrigados e desalojados e mais 1.5 mil desaparecidos, segundo informações do governo de ambos os estados.
Em Pernambuco, 53 municípios já decretaram estado de emergência. Já em Alagoas são 17 com outros 15 em estado de calamidade pública. A situação é de extrema emergência.

Campanhas das dioceses

Diversas dioceses da região estão promovendo campanhas de solidariedade para ajudar as vítimas das chuvas, como, por exemplo, a arquidiocese de Campinas (SP). Em Campina Grande (PB), o bispo diocesano, dom Jaime Vieira Rocha, lançou ontem, 22, uma campanha em toda a diocese. A campanha, que tem o apoio da Coordenadoria de Turismo da Prefeitura Municipal de Campina Grande, conclama a população a fazer doações em dinheiro, bem como água potável, alimentos não-perecíveis, roupas e colchões e almeja conseguir 15 toneladas de mantimentos até o final da campanha.
sosnordesteA arquidiocese de Maceió, que possui 19 das 21 cidades atingidas gravemente pelas chuvas e enchentes em Alagoas, também está em campanha desde o último sábado, 19. O arcebispo, dom Antonio Muniz, convocou todos os fiéis para se mobilizarem na coleta de alimentos, roupas, água e tudo que for necessário.
"Nesta segunda fui com o Vigário Geral e coordenador de pastoral, visitar e prestar nossa solidariedade aos padres e ao povo que está desalojado e desabrigado. O que vi meus irmãos é cenário de guerra; ruas que foram completamente destruídas; as casas, levadas pelas águas, ficando somente o chão e o alicerce; árvores grandes arrancadas e jogadas sobre as residências", relata o coordenador da Pastoral de Comunicação da arquidiocese de Maceió, pe. Eduardo Tadeu.
Foto: Divulgação
fonte:CNBB

Nenhum comentário: