quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Novena de Natal 2010 - 2º Dia da Novena “Ó Libertação!”

ORAÇÃO INICIAL





CHEGADA: silêncio – oração pessoal

Refrão meditativo: Senhor, nós te esperamos.
Senhor, nós te esperamos, Senhor não tardes mais! Senhor, nós te esperamos, vem logo, vem nos salvar!

ACENDIMENTO DA VELA
Acender a vela correspondente no dia da novena.
Dirigente: Bendito sejas, Deus das promessas, porque iluminas as nossas vidas com a luz de Jesus Cristo, teu Filho, a quem esperamos com toda a ternura do coração. Amém.

ABERTURA
− Vem, ó Deus da Vida, vem nos ajudar! (bis)
Vem, não demores mais, vem nos libertar! (bis)

− Glória ao Pai e ao Filho e ao Santo Espírito! (bis)
Glória à Trindade Santa, glória ao Deus Bendito! (bis)

− Aleluia, irmãs, aleluia, irmãos! (bis)
Nosso Senhor vem vindo, a Deus louvação! (bis)

− De pé, vigilantes, lâmpadas nas mãos! (bis)
Ele já está bem perto, nossa Salvação! (bis)

Dirigente: Irmãos e irmãs, o Senhor está perto! Sua graça e paz
estejam com vocês!
Todos: Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo.


1. RECORDAÇÃO DA VIDA
Dirigente: Iniciemos este segundo  dia de nossa novena, colocando no  coração de Deus a vida dos pequenos 
e dos pobres, dos que são explorados  e gemem sob o peso de tantas  opressões. Invocamos hoje o Senhor  como Libertação. Nesta comunhão,  lembremos os fatos, as pessoas, os  grupos... com quem queremos estar  reunidos e unidos na oração nesta  espera do novo Natal do Senhor.

2. HINO (rezado ou cantado)
Ó VEM A NÓS, EMANUEL


Refrão: Dai glória a Deus, louvai, 
povo fi el, Virá em breve, o Emanuelel


1. Ó vem! Ó vem Emanuel! És esperança
de Israel! Promessa de Libertação, 
 vem nos trazer a salvação!

2. Ó vem aqui nos animar as nossas
vidas despertar dispersas as sombras 
do temor vem pra teu povo, ó 

Salvador.
  
3. Ó vem, Rebento de Jessé, e aos
filhos teus renova a fé, que possamos 
o mal dominar e sobre a morte  triunfar!

4. Vem, esperança das nações,
habita em nossos corações toda discórdia se desfaz tu és,
Senhor, o rei da paz!


3. ORAÇÃO
Todos: Ó Deus, padrinho dos pequenos, que enviaste teu Filho Jesus para cumprir tuas promessas de Libertação e renovar tua aliança com toda a humanidade, escuta as preces destes teus filhos e filhas em oração. Restaura-nos no teu amor, manifesta a tua misericórdia e dá-nos a tua salvação.Por Cristo, nosso Senhor! Amém.

4. SALMO 25 (rezado ou cantado)
Dirigente: “A esperança não decepciona, porque o amor de Deus
foi derramado em nós” (cf. Rm 5,5). Com Maria, conscientes de nossas
limitações e fraquezas, entreguemo nos às mãos de Deus. Ele é o Deus
da nossa esperança. Só Ele é a nossa salvação.

Refrão: Por ti anseia meu coração,
Deus de Jesus, libertação! (bis)

A ti, Senhor, elevo a minh’alma, em
ti, meu Deus, sim, muito eu confi o,
jamais eu fi que envergonhado jamais
triunfem meus inimigos.

Não fi ca mesmo envergonhado
quem sua esperança em ti coloca;
envergonhado há de fi car quem sem
motivo te abandona.

A ti a glória, Deus salvador, teu Filho
deste-nos por Maria! Glória a
Jesus e glória ao Divino, fonte de
paz, de amor e alegria!


5. LEITURA BÍBLICA
Ler pausadamente Carta aos Gálatas 4, 4-7

6. MEDITAÇÃO DA PALAVRA DE DEUS – silêncio – partilha – refrões

7. APROFUNDAMENTO
Leitor 1 − A história do amor de Deus por nós se confunde com a história da Libertação do seu povo.
É assim que Deus se revela a Moisés: “Eu vi muito bem a miséria do meu povo que está no Egito. Ouvi o seu clamor contra seus opressores, e conheço os seus sofrimentos. Por isso, desci para libertá-lo do poder dos egípcios e para fazê-lo subir dessa terra para uma terra fértil e espaçosa, terra onde corre leite e mel!...” 
(Ex 3,7-8). Essa palavra se cumpriu quando o Senhor tirou o povo da escravidão do Egito e o fez passar pelo mar a pé enxuto, concluindo com Ele uma aliança de amor no Sinai.

Leitor 2 – O êxodo tornou-se o núcleo e o centro da fé de Israel, o modo de ele relacionar-se com Deus. Quase como um refrão, nos diversos momentos da história do povo, registra-se que este invocou o Senhor na sua angústia e Ele desceu para libertá-lo. No contexto do cativeiro da Babilônia, os profetas passaram a anunciar um novo êxodo e uma nova Libertação para o povo de Israel, dizendo aos cativos “saiam” e aos que estão nas trevas “venham para a luz” (cf. Is 49,9).

Leitor 3 – Na plenitude dos tempos, Deus cumpriu sua promessa e enviou o seu Filho, com o nome de Jesus, palavra que quer dizer “Deus liberta e salva o seu povo”. Ao começar seu ministério, Jesus, na sinagoga de Nazaré, proclamou para que veio: “O Espírito do Senhor está sobre mim, porque Ele me consagrou com a unção, para anunciar a Boa Notícia aos pobres; enviou me para proclamar a Libertação aos presos e aos cegos a recuperação da vista; para libertar os oprimidos, e para proclamar um ano de graça do Senhor” (Lc 4,18-19). E o anúncio se transformou em realidade, de forma que Jesus podia dizer aos enviados de João Batista: “Voltem
e contem a João o que vocês estão ouvindo e vendo: os cegos recuperam a vista, os paralíticos andam, os leprosos são purifi cados, os surdos ouvem, os mortos ressuscitam e aos pobres é anunciada a Boa Notícia” (Mt 11,4-5).

Leitor 4 – Na espera amorosa do novo Natal do Senhor, reunidos nesta novena, aclamamos e proclamamos
Jesus como Libertação, e pedimos que o Senhor, ungido pelo Espírito para libertar os pobres, liberte- nos de toda escravidão e nos faça vencer o tempo da dor.

Dirigente: Com Maria e com os pobres de ontem e de hoje, celebremos a Libertação que vem chegando e animemo-nos mutuamente para viver em solidariedade, colocando nossas vidas a serviço do projeto de Deus em Cristo libertador.

CANTO: Ó...Ó Libertação (rezado ou cantado)
Ó... Ó Libertação:
Pelo Espírito Santo consagrado
Boa Nova trouxeste aos oprimidos,
confortaste os corações sofridos, os
cativos por ti serão livrados, vem,
liberta este povo acorrentado E o
tempo da dor seja esquecido, ó, ó

Refrão: Vem, ó Filho de Maria, já
se acende a Estrela Guia quanta
sede, quanta espera, quando chega,
quando chega aquele dia?...

AVISOS/SUGESTÕES
● Conversar sobre os gestos concretos da Novena de Natal: pessoal, do grupo/ rua, da comunidade e paroquial.

● Planejar a celebração de encerramento.

ORAÇÃO FINAL PARA TODOS OS DIAS
CÂNTICO DE MARIA
– A minh’alma engrandece o Senhor / E exulta o meu espírito em Deus Salvador;
– porque olhou para a humildade de sua serva, / doravante as gerações hão de chamar-me de bendita.
– O Poderoso fez em mim maravilhas / e santo é seu nome!
– Seu amor para sempre se estende / sobre aqueles que o temem;
– manifesta o poder de seu braço, / dispersa os soberbos;
– derruba os poderosos de seus tronos / e eleva os humildes;
– sacia de bens os famintos / despede os ricos sem nada.
– Acolhe Israel, seu servidor, / fi el ao seu amor,
– como havia prometido a nossos pais, / em favor de Abraão e de seus filhos para sempre.
– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. / Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

PRECES
Dirigente: Irmãos e irmãs, com Maria, aguardemos vigilantes a manifestação
do Filho de Deus que a todos quer salvar.
Todos: Maranathá, vem, Senhor Jesus!
● Ó Cristo, faze de nosso coração e de todo o nosso ser a tua morada e vem nos salvar!
● Ó Cristo, assumiste nossa fraqueza e nossa pobreza, faze-nos fortes e ricos em teu amor!
● Ó Cristo, guia em teu caminho todos nós que te esperamos nas estradas deste mundo!
Preces espontâneas...
(que nasçam da Palavra de Deus meditada e partilhada)
Dirigente: Já está bem perto a nossa salvação! Em comunhão com a criação inteira, que geme e sofre em dores de parto, rezemos a oração que o Senhor nos ensinou: Pai nosso...

BÊNÇÃO
Dirigente: O Deus da esperança, da alegria e da paz permaneça com todos nós, agora e para sempre. Amém!
Dirigente: Bendigamos ao Senhor!
Todos: Graças a Deus!
Dirigente: O auxílio divino permaneça sempre conosco!
Todos: E com nossos irmãos e irmãs ausentes!






Nenhum comentário: