quarta-feira, 28 de julho de 2010

Vídeos do 6º Mineiro das CEBs já estão disponíveis no Youtube

Acesse www.youtube.com, digite "6º Encontro Mineiro das CEBs" e confira vídeos sobre o evento que movimentou o final da semana passada em Montes Claros, no Norte de Minas Gerais, com a participação de mais de duas mil pessoas trabalhando em oito locais diferentes da cidade para pensar e construir uma Igreja cada vez mais solidária. Nas imagens dos vídeos, observa-se o delegado convidado Éder Massakasu Aono, que veio de Sorocaba, Estado de São Paulo, para privilegiar esta grande confraternização do Povo de Deus Mineiro e de outros sertões brasileiros. Vê-se também o sociólogo da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Pedro Ribeiro de Oliveira, que foi assessor do Eixo Político e monitor do subtema "Movimentos de Fé e Política", entrando no Trem das Comunidades Eclesiais de Base durante a celebração final do evento. Há ainda fotos da celebração ecumênica de abertura e do Eixo Econômico, batizado "Pequi", e que aconteceu no Vale do Premontré, Bairro Sagrada Família, Paróquia São Norberto, em MOC. Nas imagens, pode ser visto um trem artesanalmente produzido para este encontro e que hoje se encontra no Secretariado Arquidiocesano de Pastoral - Rua Januária, 371, Centro de MOC.

6º Encontro Mineiro das CEBs - Montes Claros

Carta Compromisso do 6º Encontro Mineiro de CEBs

“Gente simples fazendo coisas pequenas, em lugares pouco importantes, realiza mudanças extraordinárias” (provérbio africano)
viencontromineirocebsNa Comemoração do Centenário da Igreja particular de Montes Claros, nos dias 22 a 25 de julho de 2010, celebramos nesta cidade, o 6º Encontro Mineiro das CEBs, com o tema “Economia e Missão” e o lema “Construindo uma Igreja solidária”.
Viemos de muitas dioceses do nosso Estado em peregrinação de fé e esperança. Dos mil e 200 delegados e delegadas presentes, em sua maioria leigos e leigas, dentre eles povos tradicionais (indígenas, quilombolas, geraizeiros, vazanteiros, veredeiros, caatingueiros e outros trabalhadores do campo e da cidade), estiveram presentes também religiosas e religiosos, seminaristas, diáconos e presbíteros. Fomos acolhidos pelo arcebispo anfitrião, Dom José Alberto Moura, pelas diversas equipes de serviço e, numa hospedagem solidária, as famílias montes-clarenses abriram seus corações e suas portas para nos oferecer o que têm de melhor. A presença de Dom José Moreira, bispo de Januária, Dom Severino Clasen, bispo de Araçuaí, e Dom Hugo, bispo de Almenara, muito nos alegrou.
Trabalhamos os eixos temáticos: social, eclesial, econômico, político e ecológico, os quais foram desenvolvidos em subtemas e possibilitaram a reflexão e o aprofundamento dessas questões.
Fizemos a memória dos encontros anteriormente realizados no Estado, do 11º Intereclesial em Ipatinga (MG) e do 12º, em Porto Velho (RO). Reavivamos a caminhada das CEBs na experiência partilhada a partir do conhecimento coletivo e do fazer comunitário e, em sintonia com o Documento de Aparecida, reafirmamos o compromisso de sermos Comunidades Eclesiais de Base, discípulas missionárias de Jesus, em estado permanente de Missão. E numa caminhada profética com as juventudes, percorremos ruas e avenidas da cidade denunciando o extermínio de nossos jovens e vislumbrando um horizonte novo nos gerais de nossas CEBs.
A partir da metodologia VER, JULGAR, AGIR, REVER e CELEBRAR, constatamos avanços e desafios colocados hoje para a missão de nossas Comunidades Eclesiais de Base. Queremos destacar, em nossa caminhada, a vivência de uma espiritualidade libertadora com a evangélica opção preferencial pelos pobres, a experiência das Assembleias Populares enquanto espaço de construção do Brasil que queremos e precisamos, os Plebiscitos Populares, os Comitês 9840 do qual foi aprovada a Lei “Ficha Limpa”, os trabalhos desenvolvidos pelas minorias étnicas, os movimentos de mulheres, as Escolas de Formação de Fé e Política, sem contar as inúmeras associações e cooperativas brotadas do trabalho das nossas Comunidades Eclesiais de Base.
Imbuídos de nosso compromisso batismal, nós, missionários e missionárias participantes do 6º Encontro Mineiro das CEBs, nos comprometemos em nossas comunidades com a construção de uma Igreja solidária, através das seguintes ações transformadoras:
  • Intensificar a participação no Plebiscito pelo limite da propriedade da terra;
  • Fortalecer os Comitês 9840 e o combate à corrupção;
  • Promover o Grito dos Excluídos;
  • Incentivar as Escolas de Formação de Fé e Política;
  • Fortalecer as iniciativas de Economia Solidária;
  • Combater o uso de agrotóxicos, dentre outros compromissos assumidos por cada micro particularmente;
  • Realizar a campanha pela soberania e segurança alimentar e nutricional sustentável.
Animados pela fé e movidos pela esperança, voltamos para as nossas comunidades. Pedimos à Trindade Santa que nos ilumine e fortaleça nossa caminhada!

Montes Claros, Domingo, 25 de julho de 2010
Dia do Senhor
Dia das Trabalhadoras e Trabalhadores Rurais

Fonte:CNBB

Encontro Regional das CEBs em Vilhena

Encontro_das_CEBs_em_Ji-paranAcontece, na diocese de Ji-Paraná (RO), o encontro do Setor CEBs do estado de Rondônia, e tem como tema: “A Igreja na Amazônia, antes e depois do 12º Intereclesial das CEBs”. O evento é coordenado pelo assessor da Dimensão Missionária da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), padre José Altevir.
Padre Altevir já atuou como missionário durante seis anos em Vilhena (RO), mesma cidade onde se realiza o encontro das CEBs. Ele desenvolveu sua palestra para 250 líderes, representantes de 56 CEBs do Regional. O encontro foi marcado pela dinâmica dos verbos: Conhecer, compreender, comprometer, unir, amar,participar, inculturar, preservar, reflorestar, defender,  transformar e Evangelizar. Tudo dentro da ótica missionária das CEBs.
“A questão missionária do leigo foi o ponto chave para ajudar na reanimação das nossas comunidades”, destacou padre Altevir. O assessor dizia ainda que a missão decorre de um projeto de vida, elaborado pela Trindade, para toda criação.
Além da formação, padre José Altevir também celebrou missa em duas Comunidades Eclesiais de Base. Nossa Senhora Aparecida, no dia 24 de Julho às 19:00h  e  Nossa Senhora Auxiliadora as 19:00h do dia 25, com  a presença de  700 pessoas, as quais ficaram felizes por rever e celebrar com o grande amigo e Mestre. O encontro foi coroado com a Celebração da Palavra e da Eucaristia, dois grandes sustentáculos das Comunidades Eclesiais de Base.

Fonte:CNBB

segunda-feira, 26 de julho de 2010

20° Seminário das CEBs em São Paulo discutiu desafios da cidade







Tatiana Félix *

Adital -
Neste final de semana, mais de 200 representantes das Comunidades Eclesiais de Base (CEBs) das 47 dioceses do estado de São Paulo (SP), estiveram reunidos no 20° Seminário das CEBs, discutindo o tema "Justiça e profecia na Cidade". O objetivo do encontro, que aconteceu na Paróquia São José, em Perus (SP), no sábado (24) e domingo (25), foi avaliar e articular os desafios da evangelização em todo o estado. 
 
"O tema do encontro está interligado com o tema do 13° Intereclesial das CEBs que acontecerá em 2013 na diocese de Crato no Ceará, que é ‘Justiça e Profecia à serviço da vida’", explicou Liz Mari da Silva Marques, integrante da equipe colegiada das CEBs-SP. "O encontro foi um momento rico de espiritualidade e foi propício para a prática da partilha", acrescentou.

Entre as atividades do seminário, Liz destacou o momento de missão, com visitas à locais como assentamentos e lixões, tão presentes nas cidades. "Como igreja, refletimos nosso compromisso com a realidade e os desafios da cidade", disse. Ela comentou ainda sobre a assessoria de autoridades e representantes religiosos que trouxeram contribuições para o encontro das CEBs paulistas.
Uma das participações foi a da ex-prefeita da cidade de São Paulo, Luiza Erundina que ajudou a refletir sobre a realidade e desafios da cidade. Já dom Odilo Pedro Scherer, cardeal arcebispo de São Paulo, ressaltou sobre a importância das CEBs e seu contexto dentro da cidade. E o teólogo padre Antonio Manzzato, contribuiu afirmando que as ‘CEBs são um modo de Deus passar hoje na sociedade’, a vivência na prática da justiça, na palavra de Deus, na Eucaristia e no papel de Igreja Missionária.
"Do seminário, ficou muito forte a questão de levar como bandeira a situação dos povos indígenas e a questão dos pedágios em São Paulo que têm valores altos e muitas vezes impedem as pessoas de transitarem e pagarem por mais esta taxa", informou. 


Como resultado deste seminário, os participantes elaboraram uma carta onde falam sobre a experiência vivenciada e a oportunidade de estudar e refletir, juntos, sobre a identidade de serem discípulos e missionários das CEBs. E destacam também o Documento 92 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), cuja mensagem "reanima e reconhece a importância das CEBs na vitalidade da igreja". O documento da CNBB aponta que as CEBs vivem na integração fé e vida, com compromisso social, em um "novo jeito de ser igreja".



 A carta do 20° Seminário das CEBs de SP ressalta ainda a preocupação de se olhar atentamente para as cidades do estado, a fim de entender melhor o lugar e o contexto de vivência do povo, na construção da esperança por um mundo para todos. "Vimos como nossas CEBs são desafiadas a estabelecer, profeticamente, a justiça no mundo urbano, pelo testemunho de sua fé".
No final da carta, os participantes lembram que "a identidade das CEBs se afirma na união entre fé e vida, nos compromissos concretos de estabelecimento de justiça e solidariedade nas estruturas de nossas cidades para que nelas não haja exclusão". "Nosso novo jeito de ser Igreja nos impulsiona a um novo jeito de convivência no espaço urbano", declaram.

* Jornalista da Adital
Fonte: Adital
Fotos CEBs da diocese de SJCampos

domingo, 25 de julho de 2010

Carta do 20º Seminário Estadual das CEBs do Estado de São Paulo

Participantes da Diocese de São José dos Campos



Reunidos pelo Espírito do Ressuscitado como seus discípulos/as e missionários/as, estivemos reunidos, em 24 e 25 de julho, delegados das Comunidades Eclesiais de Base do Estado de São Paulo, para a realização do 20º Seminário Estadual das CEBs com o tema: “CEBs: justiça e profecia na cidade”. Fomos acolhidos/as pelo Arcebispo de São Paulo, D. Odilo, pelo bispo da Região Episcopal Brasilândia, D. Milton, e pelos irmãos e irmãs das Comunidades de Perus, terra dos Queixadas e de cristãos em testemunho permanente de fé na periferia da cidade.
Queremos compartilhar com nossos irmãos e irmãs nossa vivência nesses dias, quando rezamos juntos iluminados pela Palavra de Deus; estudamos e refletimos sobre nossa identidade de discípulos e o papel missionário das CEBs à luz da palavra de nossos bispos: o Documento 92 da CNBB muito nos alegrou, trazendo a manifestação de nossos pastores a nosso respeito!
Atentos aos sinais dos tempos, nossos olhares se voltaram para as cidades de nosso Estado, e buscamos entender melhor o lugar e o contexto onde nosso povo constrói sua esperança de um mundo para todos; vimos como nossas CEBs são desafiadas a estabelecer, profeticamente, a justiça no mundo urbano pelo testemunho de sua fé.
Movidos pelo Espírito que nos faz irmãos, fizemos memória de nossa história, lembrando como a identidade das CEBs se afirma na união entre fé e vida, nos compromissos concretos de estabelecimento de justiça e solidariedade nas estruturas de nossas cidades para que nelas não haja exclusão. Nosso “novo jeito de ser Igreja” nos impulsiona a um novo jeito de convivência no espaço urbano.
Na esperança, reassumimos nossos compromissos batismais de serviço aos pobres, nossos ministérios eclesiais e nossa vocação cristã de sermos agentes da transformação da Igreja e da sociedade, fazendo crescer nossas redes de comunidades, ajudando a formar o Povo de Deus e sendo missionários da instauração do Reino.
Em comunhão com toda a Igreja, queremos integrar o mutirão das CEBs em direção ao 13º. Intereclesial, no Crato, colocando-nos como romeiros e romeiras do Reino de Deus sob a proteção amorosa de José e Maria.
Perus, São Paulo, 25 de julho de 2010.