quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

Via Sacra - Campanha da Fraternidade 2011 XIV Estação - Jesus morre na cruz


Décima Quarta                                                                                                                                                                                         Estação Jesus é sepultado

Dirigente: Nós vos adoramos, ó Cristo, e vos bendizemos!                                                                                                        
Todos: Porque pela vossa santa cruz remistes o mundo!
Leitor 1: "Em verdade, em verdade, vos digo: se o grão de trigo que cai na terra não morre, fica só. Mas, se morre, produz muito fruto"(Jo 12,24). "José de Arimateia depositou o corpo de Jesus num túmulo que estava cavado na rocha e rolou uma pedra sobre a porta do túmulo" (Mc 15,46). 

Leitor 2: Depois de purificar e ungir o corpo de Jesus, José de Arimateia envolveu-o num lençol limpo e depositou-o no seu próprio sepulcro, inteiramente novo, que fora cavado na rocha. Tanto em vida quanto na morte o Filho do Homem não teve onde reclinar a cabeça. Seu corpo estava morto, mas sua vida escondida em Deus. 

Leitor 3: Nesta Via-Sacra, solidários com Jesus e unidos às comunidades e a todos as pessoas que sofrem e lutam pela vida, cremos "em Jesus Cristo que padeceu sob Pôncio Pilatos, foi crucificado, morto e sepultado, desceu aos infernos". Cremos que a morte é a passagem necessária para a plenitude da vida. São como o grão de trigo que, ao morrer, produz vida e, ao ser enterrado, rompe o chão e cresce. 

Leitor 4: Por isso, a fé nos diz que os gritos da natureza que geme em dores de parto, que chamam a atenção para a situação em que se encontra a vida no planeta, por outro, alardeiam a esperança. A morte de Jesus significa a sua solidariedade para com nossas mortes. Mas a última palavra de Jesus para nós não é morte, pois ele entra na morte para vencê-Ia.

Dirigente: Ó Deus, a cruz de Jesus é o sinal do vosso amor por todas as pessoas. Olhai com bondade para os que se doam no cuidado da vida no planeta. Fortalecei sempre esse amor. Fazei que o seu amor produza frutos e alimente a esperança da ressurreição. Nós vos pedimos em nome de Jesus, nosso Senhor. Amém.
Todos: Ó Maria, Mãe querida, Jesus nos confiou a vós como filhos e filhas. Despertai-nos para que nos dediquemos com amor ao cuidado para com a vida no planeta. 

Canto                                                                                                                                                                                                       A morrer crucificado / teu Jesus é condenado /                                                                                 
 por teus crimes, pecador: (bis)                                                                                                              A viver sem o cuidado / o planeta é condenado /                                                                     ajuda-nos, Deus de amor: (bis)

Nenhum comentário: