domingo, 10 de abril de 2011

SEXTA-FEIRA SANTA



(22/04/11) Is 52,13?53,12; Sl 30,2.6.12-13.15-17.25; Hb 4,14-16;5,7-9; Jo 18,1?19-42
Jesus: o Servo de Deus, Salvador da humanidade
O relato da paixão e morte de Jesus é um dos mais antigos escritos do Segundo Testamento. Corresponde ao núcleo central do querigma cristão. Jesus é Messias, anunciado nas Sagradas Escrituras, Filho de Deus que se fez carne, realizou sinais e prodígios, foi condenado e morto. Sua missão consistiu em realizar a vontade de Deus, amando a humanidade até o extremo. Seus posicionamentos não agradaram as instituições de poder. Foi perseguido, julgado e condenado à morte. Injustamente, mataram o Justo (Evangelho). Jesus é a figura do Servo Sofredor, conforme descreve o Segundo Isaías. Um inocente sofre a paixão, carregando sobre si as nossas dores e os nossos crimes. É desprezado por todos. Nele, não há formosura e sinal nenhum de poder. Seu corpo foi sepultado entre os ímpios. O Servo amado de Deus, pelo caminho do sofrimento e da morte injustamente infligidos, resgatou a verdadeira justiça. A entrega de sua vida foi em reparação dos pecados da humanidade (I Leitura). As primeiras comunidades cristãs confessam que Jesus é o único e eterno sacerdote. Porque foi provado no sofrimento, é capaz de compadecer-se de nossas fraquezas e alcançar a misericórdia de que necessitamos (II Leitura). Celebrar a paixão e a morte de Jesus é reconhecer e acolher o amor sem limites de Deus. Em atitude de gratidão e de arrependimento, deixe-nos invadir por sua graça, que nos transforma.
Sugestões:
·         A cor litúrgica é vermelha.
·         A celebração de hoje é simples e austera: deve manifestar o silêncio e a meditação da Igreja diante do mistério do Calvário. Criar um clima de respeito e acolhimento.
·         Preparem-se bem os que vão ler as Leituras e as Orações Solenes.
·         Na Adoração da Cruz, ou melhor, do Crucificado, dar tempo para todos se aproximarem da cruz. Se a multidão for grande, preparem-se mais crucifixos, ou oriente-se para que todas façam a sua adoração no final da celebração.
·         Há bons cânticos adequados para hoje, como "Vitória, tu reinarás" e  "Prova de amor".

Nenhum comentário: