segunda-feira, 6 de junho de 2011

III ASSEMBLEIA DAS CEBs Diocese de São José dos Campos – SP Tema: “Profetismo, Discipulado e Missão”


Os(as) animadores(as) e coordenadores(as) das CEBs de nossa Diocese de São José dos Campos, estiveram reunidos em Assembleia, hoje dia 5 de junho dia Mundial das Comunicações Sociais.
A equipe diocesana de comunicação das CEBs,  elaborou uma carta que foi aprovada pelos participantes presentes, entre eles também estavam Pe. Ronildo Aparecido da Rosa, assessor diocesano das CEBs  e Pe. Edinei Evaldo Batista, coordenador de Pastoral.



Segue a carta:




III ASSEMBLEIA DAS CEBs


Diocese de São José dos Campos – SP

Tema:
“Profetismo, Discipulado e Missão”
CARTA ÀS COMUNIDADES
Nós, Comunidades Eclesiais de Base, coordenadores(as) e animadores (as), da Diocese de São José dos Campos, reunimo-nos em Assembleia, no dia 05 de junho de 2011, na Comunidade Santa. Clara, Paróquia São Vicente de Paulo, Jd. Pararangaba, cidade de São José dos Campos. Sessenta delegados(as) representaram as Comunidades de Base das nossas paróquias. Iniciamos com a celebração da Eucaristia, presidida pelo nosso Assessor Diocesano Pe. Ronildo Aparecido da Rosa. Na sua acolhida e em sua homilia ele reforçou que a Missão delegada para nós, povo de Deus, se dá aqui e agora, na Terra.  Nosso lugar é aqui, transformando a realidade que vivemos.
Refletimos sobre o tema da nossa Assembleia, assessorados por Mauro Kano: “Profetismo, Discipulado e Missão”.
1- Missão: Nossa Missão é levar a Justiça de Deus, ou seja, estar ao lado dos que mais precisam. O Reino que Cristo nos trouxe é um Reino de Justiça, de Igualdade. Desta forma o modelo ideal de sociedade que temos que construir é a que coloque toda sua riqueza em comum para todos, segundo a necessidade de cada um. É esta sociedade que deve ser o Reino de Deus: uma sociedade onde não haja necessitados. Construir esta sociedade é a nossa Missão. É fazer que o Reino de Deus aconteça aqui. Na medida em que nós vamos transformando a sociedade toda, o Reino de Deus vai acontecendo. Esta foi a Missão de Cristo, esta é a nossa Missão. Portanto a nossa Missão é anunciar e viver o Evangelho.
2- Discipulado: O Reino de Deus tem que ser vivido 24h por dia para que ele possa acontecer. Ser discípulo significa seguir Jesus, seguir o Mestre. Jesus de Nazaré não pode ser confundido por um culto. Ele é vida e vida em abundância para todos. Cristo cumpriu sua Missão até o fim, dando sua própria vida. Ser seu discípulo implica na doação da nossa própria vida. O Discipulado tem suas etapas. Jesus escolheu muitos, para chegar até os doze. E ainda entre os doze havia três mais próximos. Assim também é entre nós. Nós temos que nos animar, mesmo às vezes sendo minoria, mas temos que ser uma minoria com a Missão clara de sermos discípulos de Jesus.
3- Profecia: Documento de Aparecida diz que a nossa Igreja tem que ser de Missão. Temos que fazer ações que fortaleçam nossa Igreja pra dentro e pra fora.  Temos que transformar nossa realidade. Enfrentamos muitos conflitos. Por isto a importância das CEBs é a de ser Igreja vivida na comunidade, na base. E nossa compreensão de comunidade tem que ser pra além da divisão territorial. E aí, nós também sabemos que nosso alcance será na medida da nossa capacidade. Jesus escolheu cada um pelo nome. Assim, todos devem ser acolhidos.  Pra ser discípulo e profeta, tem que ter capacidade, se preparar e dedicar seu tempo. O Profeta tem que ser boa notícia para o pobre, explorado e oprimido; e ser má notícia para quem explora e oprime o outro. Ser profeta é seguir o Mestre e não um culto. O mundo está carente de profetas. Não estão surgindo novos profetas a exemplo de Pe. Comblin, D. Pedro Casaldáliga, D. Helder e outros. Segundo Pe. Comblin “os novos profetas têm que surgir de dentro e do meio do povo, dos leigos”.
A Assembleia, consciente destas reflexões, conheceu também os anseios e as realidades das CEBs aqui representadas. Diante disso assumimos compromisso de:
·         Elaborar o subsídio “Palavra de Deus na Vida do Povo” com metodologia, conteúdo e linguagem desejados.
·         Elaborar subsídio para fomentar e ajudar nos encontros das Cebinhas.
·         Buscar formas de atender aos desejos de Formação das CEBs.
·         Propor e apresentar nova redação à Diocese de São José dos Campos das “Diretrizes e Plano de Ação das CEBs”.

“Não basta que seja pura e justa a nossa causa: é necessário que a pureza e a justiça existam dentro de nós”. (Agostinho Neto – poeta angolano)


São José dos Campos, 05 de junho de 2011


 



Nenhum comentário: