quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

Via sacra da Campanha da Fraternidade 2012 - Que a Saúde se Difunda sobre a terra


O ambiente, e tudo que é necessário para a celebração, seja organizado com antecedência. Os ministros devem ser preparados para exercerem bem suas funções: uma pessoa para levar a cruz, duas para levarem as velas, cantores, dirigente, três leitores.

A comunidade se reúne e faz um momento de silêncio e oração
pessoal. Pode-se cantar um refrão meditativo.
Deus santo, Deus forte, Deus imortal, tende piedade de nós!
Ou
Confia minha alma no Senhor, nele está minha esperança!

O cantor entoa e a assembleia responde:
Vem, ó Deus da vida, vem nos ajudar!
Vem, ó Deus da vida, vem nos ajudar!
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo.
Glória à Trindade santa, glória ao Deus bendito.
Para a oração, venham com fervor,
O Cristo se fez servo, por nós se entregou.
Para mim, viver é Cristo Jesus,
Morrer, pra mim, é lucro, minha glória, a cruz!

Após o sinal da cruz, o dirigente acolhe a comunidade com estas
ou outras palavras:
Dirigente: Vamos percorrer com Jesus o caminho que leva ao
Calvário, mas também à ressurreição. Que a graça e a paz de Deus
nosso Pai e de Cristo nosso Senhor estejam convosco!
Todos: Bendito seja Deus, que nos reuniu no amor de Cristo!
A cruz é trazida solenemente, ladeada por duas velas acesas.

A comunidade canta:
Canto: Bendita e louvada seja no céu a divina luz ...
Dirigente: “Deus amou tanto o mundo, que deu o seu Filho único,
para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna”
(Jo 3,16). Deus Pai nos enviou seu Filho amado que, entre nós,
assumiu sobre si todo sofrimento humano. Passou fazendo o bem.
Aproximou-se dos que sofriam e esperavam ajuda, especialmente
dos doentes. Nessa Via Sacra, reencontremos o sentido da cruz e nos
façamos discípulos de Jesus, no serviço os doentes e no empenho
por melhorias nas condições do atendimento público de saúde.
Inicia-se a caminhada pelas estações da Via-Sacra.

Nenhum comentário: